sábado, 13 de abril de 2013

Convidei para jantar um pintor


Quando a Guida nos desafiou para escolhermos um pintor para jantar fiquei um pouco incomodada. Sim, porque é uma área que não sinto segurança. No dia a dia passam-me pelas mãos livros de arte com ilustres pintores uns mais inspiradores que outros. Uns mais conhecidos do que outros. Uns que gosto muito e outros que gosto pouco. Até costumo brincar com os miúdos (da escola) com certas pinturas dando-lhes nomes engraçados e interpretações malucas :). Mas até agora não fiquei fascinada com nenhum que tenha visto. E como o convite estava de pé e os dias iam passando não conseguia tirar da cabeça um pintor que sei que sonha um dia conhecer os Açores. Um pintor de carne e osso. Um pintor que pinta com o coração. Um pintor que passa para as suas telas as virtudes do seu Alentejo. Obras essas que mexe com os meus sentimentos e me transportam para aquele sítio sem custo algum. 
Tive a honra de conhecer pessoalmente este pintor e que o considero uma das pessoas mais extraordinárias que tive o prazer de conhecer a quando vivi em Beja. E tenho muita sorte em ter comigo três obras que estimo muito do meu amigo Leonel Borrela.


 Montes Alentejanos

Ermida de Santo André em Beja

Depois de lhes (claro que a sua esposa o acompanhou ;) mostrar a ilha paramos na marina de Angra onde ele especou diante o maravilhoso e imponente e verde Monte de Brasil rodeado pelo azul do mar. Não conseguiu avançar. Tivemos que nos sentar nos bancos de pedra da muralha e esperar que ele passasse para o papel e as suas aguarelas essa imagem lindíssima. Não deixava de balbuciar elogios de encanto. Avistou as casas geminadas com suas barras coloridas e teve que pintar. Passaram-se horas e estava a ver que não o arrancava de lá.
Chegamos a casa, a muito custo, e deitei a mesa com a ajuda de Hermínia(sua esposa querida :). Sei que não são pessoas de cerimonias por isso uma toalha branca lavada era o ideal. Servi alcatra à moda da terceira, porque sei que tinham curiosidade em comer. E servi com um vinho de cheiro do Museu do Vinho dos Biscoitos. Algo que ainda não tinha tido o prazer de saborear.  Foi um serão muito bem passado. Conversámos sobre o seu Alentejo e quis saber muito sobre os Açores. Aliás, sobre história sabe ele bem sendo um grande estudioso e curioso sobre os nossos antepassados. 
Para sobremesa servi um bolo de iogurte com morangos da época.

É assim que imagino o jantar com o Borrela e sua esposa. Boas pessoas que merecem ser acarinhadas, porque assim me senti na presença deles :)


Borrela, o convite está de pé :)



Bolo de iogurte com morangos da época

Ingredientes:

4 ovos
2 iogurtes naturais
4 copos de iogurte de açúcar
1 copo de iogurte de óleo
1 raspa de limão
6 copos de farinha fina para bolos
1 c. de sobremesa de fermento em pó Royal 

500 g de morangos arranjados e cortados em cubos
2 c. de sopa de açúcar

Fiz assim:

Untei um tabuleiro retangular com óleo em spray e forrei com papel vegetal. Voltei a untar com o óleo em spray e polvilhei com farinha. Reservei.
Lavei e arranjei os morangos. Deitei numa tigela cortados aos cubinhos e misturei as 2 colheres de açúcar. Reservei.
Bati os ovos inteiros com uma vara de arames até começar a fazer bolinhas. Acrescentei os iogurtes e o açúcar e tornei a bater até ficar tudo bem misturado. Adicionei a raspa de limão e o óleo e envolvi bem. Juntei a farinha e o fermento e envolvi com delicadeza até ficar tudo bem envolvido.
Deitei metade da massa no tabuleiro e alisei com uma espátula. Distribuí os morangos com a calda e cobri com a restante massa. Polvilhei com coco ralado (grado) e levei ao forno pré aquecido a 200º por 50 min.




E assim participo na 11ª Edição do Convidei para Jantar,iniciativa criada pela Ana que desta vez está em casa da Guida com o tema pintores.


Beijinhos



8 comentários:

  1. Da receita deliciosa ao convite inesperado, nem sei o que pudesses fazer de diferente que tanto me tivesse entusiasmado. Acredita que se puder irei visitar-vos aos Açores. Já me comovo com tudo, as tuas palavras são lindas. Abraço-vos do coração, LBorrela

    ResponderEliminar
  2. Mas que prazer vê-lo por cá! Acho que serei a única a ter a visita real do seu convidado ;)
    É e será um gosto receber-vos cá nos Açores e na minha mesa.
    Espero-vos então :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Um convite inspirador e uma sugestão muito feliz.

    Bom Domingo!

    ResponderEliminar
  4. Gostei muitondeste teuntextone do convite, bem vivo.
    Acho que este teu amigo tem de ,ler o teu texto e embarcar com a esposa, para que possamos ver o resultado na tela.
    Um abraço, bom fim de semana

    ResponderEliminar
  5. Belíssima escolha de convidado!
    E parece que vais receber mesmo o teu convidado, vai ser real.
    E o bolinho, que coisa boa com os morangos da época.
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  6. Obrigada por me apresentares o teu amigo pintor Borrela, não conhecia e pelo que vi das obras que partilhas pinta com o coração!
    Gostei imenso da forma tão carinhosa como falas dele.
    Fiquei tão fascinada que já nem sei o que era a receita...vou ver de novo...ah! O bolo de morangos com um interior maravilhoso e que enche os olhos de gula.
    Bjs Belinha.

    ResponderEliminar
  7. Obrigada pela partilha e o bolinho deve ser delicioso, kiss
    Susana

    Nota: Ver os passatempos a decorrer no meu blog:

    http://tertuliadasusy.blogspot.pt/2013/04/projeto-escolha-do-ingrediente.html

    http://tertuliadasusy.blogspot.pt/2013/04/passatempo-meiaduzia-de-mimos-para-ti.html

    ResponderEliminar
  8. Obrigada a todos vocês pelas palavras de carinho que aqui deixaram, para mim é sempre uma alegria saber o que pensam.
    Estejam sempre à vontade como se sua casa se trata-se ;)

    Beijinhos a todos

    ResponderEliminar

A sua opinião é importante, por isso não a deixe de partilhar :)