segunda-feira, 7 de Abril de 2014

Bolo de amêndoas... e a saudade a apertar!



"Filhos criados, cuidados redobrados" 


Este provérbio tem muita verdade, até acrescentaria mais... "preocupações redobradas".


Assim tenho andado estes dias. Tal como milhares de pais de todo o país. Chegou à altura dos nossos filhos mostrarem que afinal teem asas e tencionam voar. Isso dói. Mas é uma realidade que temos que aceitar. Eles crescem e um dia vão querer viver a sua vida. Tudo normal e natural. Mas nunca estamos preparados para aceitar esse salto. 


Este primeiro salto foi dado agora! Viagem de finalistas. Muita aventura, animação, diversão, praia, concertos e muita liberdade. Até agora tem mostrado ser merecedor de confiança pela nossa parte. Tem sido um bom filho e isso só lhe tem dado coisas boas. Não seria agora que não iria ter aquilo que mais desejava.


Mas coração de mãe é mole, e machuca com facilidade. O meu tem estado apertadinho e desconfortável. Sei que é natural estar assim... mas a saudade aperta, e o meu desejo é que os dias passem depressa para o ver a regressar a casa alegre e feliz. Sentir-me completa e tranquila. Mas sei que este é o primeiro passo... outros virão!


Ingredientes:

75 g de manteiga - Vaqueiro Líquida
100 g de amêndoa em pó (ralei na bimby)
50 g de farinha de trigo
3 ovos biológicos
150 g de açúcar
1 e 1/2 de chá de fermento em pó
2 c. de chá de extrato de baunilha
3 c. de sopa de leite

Cobertura:

50 g de manteiga - Vaqueiro Líquida
100 g de amêndoa
50 g de açúcar mascavado
2 c. de chá de farinha
1 c. de chá de extrato de baunilha
3 c. de sopa de natas  de soja

Fiz assim:

Bati os ovos com o açúcar na Kicten Aid até obter um creme fofo.
Juntei a amêndoa ralada (em farinha), a farinha e fermento em pó peneirado e envolvi delicadamente na velocidade baixa.
Juntei a manteiga, o leite e a baunilha e envolvi delicadamente.
Deitei a massa numa forma redonda untada e polvilhada de farinha (forrei o fundo com uma rodela de papel vegetal).
Levei ao forno pré aquecido a 180º durante 30 minutos (ou até fazer o teste do palito e este sair seco).

Entretanto, numa frigideira deitei a manteiga, as natas e o açúcar e deixei ferver até começara dourar. Adicionei a farinha e as amêndoas e misturei bem.
Deitei a cobertura por cima do bolo (ainda na forma) e levei ao forno a dourar no grill. 


Fonte: do blogue hoje para jantar

Espero que gostem da sugestão e desculpem do desabafo :)

Beijinhos


sábado, 29 de Março de 2014

Estufado de seitan


Cá em casa a nossa alimentação tende a ser diversificada. Não somos de extremos, gostamos muito de um belo bife como um delicioso peixe. Por norma até o peixe consegue ser o rei na nossa mesa. Tento elaborar um menu diversificado em que a saúde e o bem estar leve a melhor. Por isso na mesa aparecem por vezes umas "cenas" (como dizem os garotos) que depois de alguma dúvida até, acabam por gostar está claro que eles tendem a estragar tudo com um monte de batatas fritas de saco. E no fim sentimos mais leveza (até ficamos na disposição de fazer um exercício de ioga ;) e a saúde agradece.
Com esta receita pretendo aceitar o convite da Vanessa para participar no passatempo que está a decorrer no seu blogue prazeres saudaveis. Um blogue super saudável que ela faz questão de o manter assim. Sendo que deste modo encontrou uma forma inteligente de o engrandecer com mais receitas saudáveis.




Ingredientes:

2 embalagens de seitan
Azeite q.b.
2 cebolas
1 folha de louro
4 dentes de alho
4 cenouras
100 ml de vinho branco
1 lata de pequena de tomate picado
3 latas pequenas de cogumelos inteiros
Sal q.b.
Gengibre ralado e espremido (+/- o tamanho de um polegar)
1 ramo de salsa
Tomilho seco q.b.
Pimenta preta moída na hora
Mistura de pimentas q.b.
Água q.b.

Fiz assim:

Num tacho deitei um fio de azeite até cobrir o fundo. Aqueci e deitei as cebolas e os alhos picado, a folha de louro e deixei quebrar.
Deitei o tomate e deixei refogar um instante e logo de seguida deitei o vinho branco e mexi. Deixei apurar um pouco. Deitei o seitan cortado aos cubos pequenos e envolvi no refogado. Temperei de sal e especiarias e envolvi bem. Deitei a cenoura cortada às rodelas finas, a salsa picada, os cogumelos e cobri com água.
Deixei cozer em lume brando até ficar tudo cozido.

Servi com Arroz basmatti cozido.

Espero que gostem da sugestão e um bom fim de semana para todos.

Beijinhos


terça-feira, 25 de Março de 2014

Bolo de claras com chocolate e coco

Este mês houve mais um aniversário cá em casa. Da minha sogra. Como já vos contei ela reside um mês em casa de cada filho e este ano calhou estar cá em casa. E como manda a tradição houve bolo. E desta vez pensei fazer um sem coco. Pesquisei e pesquisei... e descobri  esta receita de um bolo que me pareceu leve e que resultava bem para esta ocasião. Mas lá está... o coco teve de de estar presente! Não resisto hahahaha


Costumo congelar as claras que me sobram de outras receitas em sacos de congelação (porque assim ocupam menos espaço) Mas havia um saco que tinha me esquecido de escrever a quantidade de claras.


Retirei os sacos necessários para o bolo e aquele estava na dúvida. Só quando as bati é que achei que afinal não deviam perfazer as nove claras. Não me intimidei e continuei a receita.
Acho que resultou!


Ingredientes para o bolo:

9 claras - acho que foram só 7
200 gr. açúcar amarelo
50 gr. farinha trigo 
60 gr. farinha maisena
1 colher chá fermento em pó
80 gr. vaqueiro líquida
60 gr. cacau em pó
40 gr. coco
1 c. de chá de baunilha


Fiz assim:

Pré-aqueça o forno a 180ºC.
Com kitchen Aid (ou batedeira) bati as claras e assim que começaram a ganhar volume juntei o açúcar aos poucos até ficar bem incorporado e volumoso.
À parte misturei a farinha, o fermento e o cacau e peneirei. Mudei a pá da kithen Aid para a de envolver e fui deitando as farinhas aos poucos.
Terminei com a ajuda do rapa-tachos para acabar de envolver cuidadosamente o coco e por último a margarina.
Deitei a massa numa forma redonda com o fundo forrado com papel vegetal, untada e enfarinhada. 
Levei ao forno a cozer a 180ºC cerca de 35 minutos.


Ingredientes para o Curd de laranja:


2 laranjas biológicas (150ml de sumo)
80g a 100g de açúcar (consoante a acidez)
50g de manteiga
2 ovos
Essência de baunilha (opcional)
1 colher (sopa) de maizena

Fiz assim:


Num tacho bati os ovos com o açúcar,o sumo, a essência e a maizena e misturei bem. Juntei a manteiga e levei ao lume em fogo baixo, mexendo sempre com um fouet até engrossar. 

Depois pode-se colocar num frasco, deixar arrefecer e conservar no frigorífico. No meu caso não foi preciso porque forrei logo o bolo.


Fonte do bolo: Ratolinha
Fonte do creme: Coco e baunilha

Espero que gostem da sugestão

Beijinhos e voltem sempre ;)

quarta-feira, 19 de Março de 2014

Vulcões de chocolate para o pai


Dia do pai.
E porque ele merece uma sobremesa surpreendente, minimalista, cremosa e deliciosa. Deixo aqui uma sugestão que é de fácil e rápida execução. 
Porque é importante dizer o quanto ele é importante para nós! 



Ingredientes:

100 g de chocolate para culinária
50 g de manteiga
3 ovos
50 g de açúcar
15 g de farinha
2 quadrados de chocolate por cada ramequim

Fiz assim:
Pré aqueci o forno a 180ºC.
Coloquei no copo da bimby o chocolate e triturei 8 Seg/Vel 9.
Juntei a manteiga, os ovos, o açúcar e programei 3 Min/ 50ºC/ el 2.
Adicionei a farinha e programei 10 Seg/ Vel 3.
Enchi as formas de queques previamente untadas com manteiga e polvilhadas com farinha até meio com o preparado.
Coloquei 2 quadrados de chocolate no meio e cobri com a restante massa.
Levei ao forno cerca de 10 a 15 minutos.


Espero que gostem da sugestão.

Feliz dia do pai para todos os pais do mundo.

Beijinhos

quarta-feira, 12 de Março de 2014

Maçãs assadas com crumble de amêndoa


A fruteira abundava de maçãs. Era domingo e não havia sobremesa para o almoço e domingo sem sobremesa não é domingo! Tinha o forno quente de um assado que tinha feito e lembrei-me da receita que tinha visto no blogue Lume Brando que me convenceu desde o momento que a vi. 


Ipad para cima da mesa.Procurar a receita. Reunir os ingredientes. E pronto mãos à obra! Fica uma sobremesa leve e com muito sabor.


Reguei com os sucos que se depositaram no fundo pirex, uma espécie de gelatina derivado do vinho e dos sucos das maçãs... deliciosas!



Ingredientes:


4 maçãs
½ limão
225 g farinha sem fermento
110 g manteiga ou Vaqueiro + um pouco para colocar por cima antes de ir ao forno
80 g de açúcar amarelo
Canela em pó qb
½ chávena de amêndoa laminada
½ chávena de sultanas ou uvas passas (opcional)
1 cálice de Vinho do Porto 


Fiz assim:


Coloquei as sultanas ou as passas a amolecer no Vinho do Porto com algumas horas de antecedência, se quiser usar (saltei este passo).
Pré-aqueça o forno nos 180º. Lavei e sequei as maçãs. Retirei, com um acessório próprio, o centro das maçãs, cortei-as ao meio à largura e coloque-as num recipiente de ir ao forno untado, salpicando-as de sumo de limão para não oxidarem. Numa taça, juntei a farinha, a manteiga em pedaços, o açúcar e a pitada de canela e amasse até ficar com aspecto de migalhas grossas. Juntei a amêndoa, triturada grosseiramente com uma faca e as sultanas ou as uvas passas.
Espalhei esta mistura por cima das maçãs, enchendo de crumble os orifícios das maçãs.
Reguei com vinho do Porto e distribui por cima uns pedacinhos de manteiga.
Levei ao forno entre 45 m a 1 hora ou até a fruta estar bem assada e o crumble dourado.

Fonte: Lume Brando

Espero que gostem da sugestão tanto quanto nós ;)

Beijinhos

quarta-feira, 5 de Março de 2014

Filetes de salmão com molho de manga acompanhado com salada de repolho e esparguete negro


Hoje a sugestão é bem menos calórica. Depois de alguns excessos nesta época de carnaval há que retomar a rotina e comer comidas mais saudáveis. 
A sugestão que trago é excelente para um jantar prefeito e sem muito trabalho. Fácil de fazer e delicioso ao paladar... e isso sem referir que é bem leve. Com um bom vinho branco bem fresco a acompanhar e uma boa companhia não pode haver melhor! ;)



Fiz assim:

Temperei 4 filetes de salmão com sal, mistura de pimentas e sumo de 1/2 limão. E deixar alguns minutos a tomar gosto.

Cozi o esparguete - Spaguetti Al Nero di Seppia (Massa de Sêmola de Trigo Grano Duro com Tinta de Lula) num tacho em água a ferver e temperada de sal.

Numa caçarola deitei 2 cups de polpa de manga, 1 c. de sopa de farinha maisena (amido), sumo de 1 laranja, o suco de 5 cm de gengibre ralado, 1 cálice de licor de laranja, sal e pimenta e uns pingos de sumo de limão a gosto. 
Mexi muito bem com a vara de arames e levei ao lume até engrossar mexendo sempre.

Salada de repolho;

1/2 couve branca e 1/2 couve roxa cortada em tiras finas.

Molho de mostarda para a salada;

1 c. de sopa de mostarda,1 c. de sopa de vinagre branco, 1 c. de sopa de azeite, mel, sal e pimenta a gosto.

Levei os filetes de salmão à Actifry (dois filetes de cada vez) durante 6 minutos (virei ao meio da fritura) regados com um pingo de vaqueiro líquida.

Servi com o esparguete negro, regado com o molho de manga e acompanhado com salada de repolho e cenoura temperada com molho de mostarda.

Espero que gostem da sugestão.

Beijinhos

segunda-feira, 3 de Março de 2014

Filhoses fritas ou as chamadas Malassadas

Não há carnaval sem filhoses. Como não há carnaval sem danças e bailinhos de entrudo. Nesta época de alegria e cor só é completa com essas doçarias tradicionais, coscorões, filhoses do forno e filhoses fritas ou as chamadas malassadas. Sempre as conheci por filhoses fritas ou filhoses da sertã. Agora é que se chamam malassadas, influências! Mas o que interessa é que são as mesmas e o sabor não engana.
Aqui deixo a minha experiência na sua confeção. A receita foi dada pela minha mãe que sempre as fez assim... um bocado a olho.
Deliciem-se.




Ingredientes:

1 kg de farinha
2 c. de sopa de açúcar
2 c. de chá de fermento fermipan
4 ovos
1 cálice de água ardente dos Açores
Raspa de 1 laranja
Sumo de 1/2 laranja
2 c. de sopa de manteiga vegetal
1 c. de sopa de banha
Leite +/- 250 ml

Fiz assim:

Numa tigela deitei o fermento num pouco de leite morno e um pouco de farinha de forma a fazer um polme. Deixei descansar até começar a fazer molhas.
Na kitchen Aid deitei uma parte da farinha e deitei os ovos batidos, o fermento, a manteiga, a banha, o açúcar e o cálice da água ardente. E mexi com o gancho de massas até começar a apegar. Depois deitei a raspa e o sumo da laranja e um pouco de leite. Em movimento fui deitando a restante massa até ficar com uma consistência mole mas não muito pegajosa, até descolar bem da tigela. Sovei um bocado e deixei abafada até dobrar de volume por umas 2 horas.
Depois com as mãos untadas tirei pedaços de massa e estiquei de dentro para fora até ficar mais fina no centro e grossa na beira. E deitei numa frigideira com óleo quente a fritar. Primeiro deixa-se rosar de um lado e depois vira-se para acabar de rosar do outro lado.
Quando fritas retirei para uma tigela forrada com papel absorvente para secar o óleo (deitei-as ao alto para escorrerem melhor, dica da Patrícia ;). Passei para outro prato e polvilhei de açúcar.

 A continuação de um bom carnaval para todos.

Beijinhos


quinta-feira, 27 de Fevereiro de 2014

Bolo de abóbora com cobertura de queijo para ELE


Este ano o bolo não foi de coco (o preferido do marido), em vez disso fiz de abóbora, semeada, tratada e colhida por ele. Um bolo que se revelou muito saboroso para os ingredientes bem saudáveis que continha. Acho até que a coberta é que era mais doce que o próprio bolo, mas em dias de festa não se olham a calorias... 


Pelo menos ao saborear este bolo não senti culpa nenhuma. É agradável e come-se alimentos saudáveis sem se dar conta.


Nesta data que se quer lembrada não podia ter escolhido melhor o receita.


E nem se falou do coco!!!


Ingredientes:

300 g de abóbora menina sem casca e aos pedaços
200 g de maçã cortada aos quartos sem caroço
150 g de flocos de aveia
100 g de passas de uva
1 c. de chá de canela em pó
1/2 c. de chá de nos moscada, moída
1 pitada de cravinho em pó
380 g de açúcar amarelo
5 ovos
150 g de óleo (usei de milho)
200 g de farinha
1 c. de chá de bicarbonato de sódio

Cobertura:

240 de açúcar
50 g de margarina
60 g de queijo de barrar (tipo filadélfia)
10 g de sumo de limão
50 g de nozes tostadas (que me esqueci completamente)

Com o copo da bimby limpo e seco, pulverizei 240 g de açúcar para a cobertura do bolo 15 Seg/Vel 9. Reservei.


Bolo
Pré aqueci o forno a 180ºC.
Coloquei no copo a abóbora, a maçã e piquei 10 Seg/ Vel. 5.
Juntei a aveia, as passas, as especiarias, o açúcar amarelo, os óleo e misturei 10 Seg/ Vel. 4/ Colher Inversa.
Deitei a mistura para uma forma de bolo redonda de 28 cm, previamente untada e polvilhada com farinha (forrei o fundo da forma com papel vegetal, recortei um circulo do tamanho do fundo da forma).
Levei ao forno cerca de 1 hora, ou até estar apenas húmido no centro. Deixei arrefecer e desenformei.

Cobertura

Com o copo limpo, coloquei o açúcar pulverizado, os restantes ingredientes, exceto as nozes e bati até ficar cremoso 30 Seg/ Vel. 4.
Mantive no frigorífico até à hora de servir, assim tomou a consistência perfeita para forrar o bolo.
Depois conserve o bolo no frigorífico... se sobrar!

Fonte: Livro "Viajar com a Bimby", pág. 98 (receita tradicional do Reino Unido)

Espero que gostem da sugestão e que tal fazerem-no para o fim de semana!?


Beijinhos e obrigada pelas visitas...


segunda-feira, 24 de Fevereiro de 2014

Bacalhau à Zé do Pipo em forma de festejo


Hoje o homem cá de casa faz anos. Ele diz que é um dia normal, mas eu acho que não. Por isso o dia começou com algumas surpresas que ele gostou. E apesar de eu ter ido trabalhar o dia ainda vai continuar com surpresas. 


O bolo já está preparado. Apesar de não gostar de festejos eu insisto, porque não são todos os dias que se comemora o dia do nascimento, apesar de achar que todos os dias são para celebrar. Ele queria que preparasse o jantar (diz ele que o melhor restaurante do mundo é cá em casa ;), mas como não vou ter tempo para tal vamos os três jantar fora. Espero que o consiga surpreender e que aprecie.
Se o jantar fosse este bacalhau aposto que ele iria adorar... como aconteceu mesmo!


Ingredientes:

3 postas de bacalhau demolhado e cozido
2 e 1/2 cebolas em meias luas
4 dentes de alho às rodelas
1 folha de louro
Azeite q.b.
Noz moscada q.b.
Pimenta preta q.b.

1 kg de batatas
Leite (+/-  200 ml, depende se gostem do puré mais ou menos espesso)
2 c. de sopa de manteiga vegetal
2 gemas de ovo
Maionese q.b.
1 ramo de salsa
Azeitonas pretas q.b.

Fiz assim:

Cobri o fundo de um tacho com azeite e levei a aquecer. Refoguei a cebola, os dentes de alho e a folha de louro até quebrar ou até começar a ficar rosadinho. Juntei o bacalhau e temperei com pimenta e noz moscada ralados na hora. Envolvi bem e desliguei o lume. Reservei.
À parte deitei as batatas a cozer em água temperada de sal.
Escorri a água das batatas e adicionei a manteiga, as gemas de o leite amassando com a ajuda do utensílio de esmagar legumes (que desconheço o nome ;) desta vez fiz tudo em modo tradicional para lembrar os velhos tempos) até conseguir a consistência pretendida. 
No centro de cada tachinho ( foi o que precisei, por isso sobrou) também pode ser num pirex grande, deitei o preparado de bacalhau. À volta deitei puré de batata com um saco de pasteleiro, pelo menos tentei fazer umas flores que se desmancharam ( a sério pelo menos tentei :D ).
Polvilhei com salsa e cobri com um pouco de maionese.
Levei ao forno quente a 200ºC duntante uns 25 minutos ou até ver que estava rosado.
Decorei com azeitonas pretas e servi com muitos UUUUUSSSSSSS pelo ar ;)


Espero que apreciem a sugestão um bem hajam.


Beijinhos


quinta-feira, 20 de Fevereiro de 2014

Risotto de abóbora no forno... a facilidade existe


Aquela ideia de que fazer risotto exige tempo e paciência, acabou! Pelo menos para mim. Todo aquele tempo a mexer no arroz, volta e meia deitar caldo, torna a mexer. Nunca mais! Depois de ver um programa televisivo da Donna Hay em que ela ensinava a fazer um risotto no forno, mudou a ideia que tinha em relação aos risottos. Gosto muito de risotto. Faço uma simples refeição só com risotto. Completa-me. Com a bimby também é fácil fazer, mas digo que este supera. E se ao mesmo tempo fizer um assado tem uma refeição completa, confortante e sem muito trabalho.
Este tenho a certeza que vai fazer parte dos clássicos cá de casa ;)





Ingredientes:

1 cebola picada
Azeite q.b.
1 mão de folhas de salva
2 cups de arroz arbóreo
800 gr de abóbora menina descascada e cortada em pequenos cubos
5 cups de caldo de galinha
30 gr de manteiga
1/2 cup de queijo musarella ralado
Sal e pimenta q.b.

Fiz assim:

Pré aqueci o forno a 200º C.
Num tacho refoguei a cebola em azeite até esta caramelizar.
Juntei as folhas de salva e envolvi bem.
Apaguei o lume e juntei o arroz (sem lavar), a abóbora aos cubos e o caldo de galinha. Envolvi tudo com uma colher e deitei num pirex de ir ao forno que estava quente. Aqueci o pirex para que não houvesse alteração de temperatura, visto que a Donna Hay fez isso tudo num tacho que levou ao forno.
Tapei bem com folhas de alumínio e levei ao forno durante 30 minutos.
Retirei do forno e adicionei a manteiga e o queijo ralado e envolvi bem com uma colher.

Servi com peito de peru assado com bacon (receita que publicarei depois).

Espero que gostem da sugestão.

Beijinhos e voltem sempre.